Equipamento de Proteção Individual e Coletiva


Segundo a Norma Regulamentadora – NR 6, Equipamento de proteção Individual – EPI – é todo dispositivo de uso individual, de fabricação nacional ou estrangeira, destinado a proteger a saúde e a integridade física do trabalhador.

Todo EPI deve possuir indicação de Certificado de Aprovação (CA), expedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), órgão competente em matéria de Saúde e Segurança no trabalho.

Lembrando que o uso do EPI só deve ser feito quando não tiver a possibilidade de serem adotadas medidas que permitam a eliminação do risco. E como podemos eliminar o risco – por meio da utilização de um Equipamento de Proteção Coletiva – EPC.

O uso do EPI será obrigatório somente quando o EPC não for suficiente para atenuar os riscos ou oferecer proteção parcial.

Quando o Equipamento de Proteção Coletiva não for suficiente para a eliminação total do risco, então deve-se aplicar o uso do Equipamento de Proteção Individual.

Obrigação da Empresa

A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, os EPI`s adequado ao risco e em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias: 

  • Sempre que as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou não oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho e/ou de doenças profissionais e do trabalho; 
  • Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; 
  • Para atender a situações de emergência;

Obrigação do empregador

  • Adquirir o tipo adequado à atividade do empregado; 
  • Fornecer ao empregado somente EPI aprovado pelo MTE;
  • Treinar o funcionário sobre seu uso adequado;
  • Tornar obrigatório o seu uso;
  • Substituí-lo, imediatamente, quando danificado ou extraviado;
  • Responsabilizar-se pela sua higienização e manutenção periódica;
  • Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada no EPI. 

Contudo, além de fornecer o EPI, é importante que o empregador fiscalize a utilização do mesmo pelo funcionário, objetivando garantir uma proteção eficiente.

Obrigação do empregado

  • Usá-lo apenas para a finalidade a que se destina;
  • Responsabilizar-se por sua guarda e conservação;
  • Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso;
  • Cumprir as determinações do empregador sobre seu uso adequado.

Caso seu equipamento apresente algum defeito, não utilize-o, solicite a troca imediatamente.

Recibo de entrega

Ao fornecer um EPI, ao empregado deve ser efetuado o registro formal desta entrega.

Preparar um formulário com no mínimo os seguintes dados:

  1. Nome do Funcionário;
  2. Data da entrega do EPI;
  3. Tipo de EPI e seu número de CA;
  4. Assinatura do empregado;

Você verá na entrada de qualquer setor industrial placas com indicação de alguns EPI’s obrigatórios para aquele local. Geralmente os Equipamentos obrigatórios são: 

  • Protetor Auricular.
  • Óculos de Segurança.
  • Calçado de Segurança.

Equipamento de Proteção Individual

Outros EPI’s serão fornecidos de acordo com a função a ser executada.

* Em algumas empresas, há inclusive, a exigência de colete de sinalização para visitantes ou funcionários recém contratados.

O tipo de EPI utilizado pode variar de acordo com o tipo de risco ou atividade a ser desenvolvida pelo funcionário, como entrada em espaço confinado, manuseio de produto químico, alta temperatura, etc., pois em situações assim, será obrigatório a utilização de outros EPI´s adicionais. 

Vamos ver a seguir uma lista com os EPI’s mais comuns: 

Proteção para a cabeça

Capacete – Capuz

capacete - capuz
Capacete de proteção capuz

Protege o crânio contra riscos de origem térmica, impactos, respingo de produto químico, choque elétrico e no combate a incêndios. 

Capacete segurança conjugado, possui acoplado ao capacete um protetor facial tipo concha. 

Proteção para os olhos

Óculos de proteção: Protege contra luz intensa, radiação, respingos de produtos; 

Viseiras: Para proteção facial;

Proteção para os ouvidos 

Protetores auriculares ou abafadores de ruídos: Para proteção auditiva;

Máscara e filtro: Para proteção respiratória;

Proteção respiratória

Máscara de Proteção

Proteção do sistema respiratório contra gases, vapores, névoas e poeiras. 

Respirador purificador de ar de segurança tipo peça. Um quarto facial composto de borracha e silicone, dotado de um ou dois suportes onde são rosqueados os filtros: mecânicos e químicos ou combinados.

Proteção para os braços e mãos

Mangotes: Para proteção dos braços;

Luvas: Para proteção das mãos;

Proteção para as pernas e pés

Sapatos, botas e botinas: Para proteção das pernas e pés; 

Proteção para a pele

Creme de proteção: Para proteger a pele contra a ação de produtos químicos em geral; 

Grupo 1 – Creme água resistente; 
Grupo 2 – Creme óleo resistente; 
Grupo 3 – Cremes especiais; 

Proteção contra quedas

Cintos de segurança e cinturões: Para proteção contra quedas de diferente nível;

Figura 1 – Trava quedas; 
Figura 2 – Cinto de segurança tipo paraquedista; 

Figura 3 – Talabarte em Y;

Para uso em trabalhos acima de 2 metros.

Figura 1 – Trava quedas;

Figura 2 – Cinto de segurança tipo paraquedista;

Figura 3 – Talabarte em Y;

Proteção para o corpo em geral 

Calças; 
Conjuntos de calça e blusão; 
Avental / jaleco; 
Capa; 
Capas de Chuva em PVC forrado, laminado, com manga, etc; 
Proteção contra calor, frio, produtos químicos, umidade, intempéries; 

ATENÇÃO 

A não utilização do EPI pode resultar em lesões gravíssimas. 
O acidente pode ocorrer, porém o uso do EPI irá amenizar a Lesão. 

Lembre-se: 

Da importância de seus olhos, suas mãos,… sua vida, portanto, proteja-se! 

Mantenha a manutenção do seu Equipamento de Proteção Individual em dia, pois é sua responsabilidade manter o mesmo em boas condições para uso e solicitar outro quando necessário. 

ADORNO
Adorno é aquilo que pode ser utilizado para enfeitar alguém, então NÃO USE: Anéis, pulseiras, correntes, brincos, relógio, etc, próximo à máquinas ou equipamentos. 

Equipamento de Proteção Coletiva – EPC

Imagem: Pixabay

Os equipamentos de proteção coletiva – EPC – são dispositivos utilizados com objetivo de proteger os trabalhadores (como um todo) dos riscos inerentes aos processos, tais como a ventilação dos locais de trabalho, proteção de partes móveis de máquinas e equipamentos, sinalização de segurança, etc.

São aqueles que neutralizam a fonte do risco no lugar em que ele se manifesta.

O EPC cumpre sua finalidade independentemente da vontade do funcionário, por isso é preferível a sua aplicação com relação ao EPI.  

Se gostou das dicas ou notou a falta de algum EPI fundamental deixe nos comentários. Também pode assinar o boletim para receber atualizações. 


Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *