Acidentes com afogamento – cuidados com a água


Acidentes com afogamento muitas vezes podem ser fatais, portanto tome cuidado principalmente com crianças e nunca as deixe sozinhas, mesmo que por um instante.

Leia também
10 maneiras de economizar água

Um afogamento pode não ocorrer apenas em praias ou rios, pois uma criança, por exemplo, principalmente aquelas com até 2 anos, também podem se afogar com facilidade em um balde com água, em uma banheira ou até mesmo no vaso sanitário.

Quando falamos em água existem várias recomendações importantes que devem ser adotadas não somente com crianças, mas adultos também.

Embora você saiba nadar é essencial que aplique algumas medidas de segurança, pois um afogamento ocorre rápida e silenciosamente, bastando apenas alguns minutos com falta de ar para causar sérios problemas e deixar sequelas no cérebro.

Afogamentos em piscinas

Para muitas pessoas as piscinas aparentam ser um local seguro, em comparação à rios e mares, porem, é um local que pode ocasionar sim afogamento. Para evitar esse tipo de acidente, use proteções nas piscinas como rede de proteção e se possível coloque um cercado ao redor da mesma.

Mantenha a piscina limpa e oriente as crianças quanto aos perigos oferecidos pela água.

Afogamentos em praias

Acidentes com afogamento
Imagem: Pixabay

Época de férias e calor é uma combinação incrível para a criançada e elas adoram água, por isso redobre sua atenção na praia principalmente se há mais de uma criança presente, pois elas gostam de correr e brincar na areia, portanto podem perder-se facilmente.

Outra atenção que deve-se ter é com o calor excessivo. Sendo assim, além do protetor solar, hidratação e um chapéu são fundamentais, tanto para criança quanto adulto.

Busque informações dos lugares onde você frequenta, não ignore placas com avisos de risco de afogamento e procure ficar próximo de locais onde há salva vidas.

Na dúvida não entre na água

Mesmo sabendo nadar não abra mão de cuidados, utilize boias e acessórios que dificultem que a criança afunde.

Exposição solar

O cuidado com tempo de exposição ao sol, de acordo com uma reportagem especial realizada pela jornalista Renata Torres da rádio câmara, de Brasília, depende do tom de pele da pessoa.

Lembrando da importância do sol para a vitamina “D” e também que o uso de filtro solar impede o corpo de metabolizar os raios do sol, portanto precisamos controlar o tempo de exposição para evitarmos danos mais graves a pele: quanto mais clara a pessoa, menos tempo ela precisa ficar ao sol; quanto mais escura a pele, mais tempo.

Você pode acompanhar a reportagem na íntegra por meio do link que segue:

Vitamina D – tempo ideal de exposição ao sol depende do tom de pele.

O melhor horário para exposição ao sol, quanto a vitamina D, é das 10:00 horas da manhã até as 15:00 horas da tarde, com um tempo médio de exposição de 15 a 20 minutos ao sol sem proteção, porém o rosto deve estar sempre protegido e decorrido esse tempo é necessário proteção solar. Portanto nesse período deve-se observar esse tempo de exposição, então o ideal para permanecer mais tempo é antes e depois desses horários.

Conforme a frequência de contato com a água deve-se aplicar novamente o protetor.

Cuidado com as bebidas

Não exagere nas bebidas alcoólicas, além de desidratar causam perda de raciocínio, sendo assim beba bastante água. Mesmo você não estando com sede é importante que beba água, do mesmo modo as crianças também devem beber água e/ou suco mesmo sem estar com sede.

Fique de olho nas crianças

As crianças tem muita energia e curiosidades, por isso é necessário ficar de olho, pois as mesmas podem mexer em algo perigoso ou ficarem perdidas na multidão.

Você pode adotar um plano com seus filhos, como um local de referência para encontro caso venham a se perder. 

Outro meio pode ser a adoção de identificação na criança como um colar ou pulseira contendo o nome e o telefone do responsável. 

Se gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas compartilhe.

Você também pode assinar o boletim para receber atualizações.


Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *