07/12/2019

Terceiro pino da tomada – tudo o que você precisa saber


Atualmente está em vigor no Brasil, desde 2011, a obrigatoriedade do uso de um novo padrão de tomadas e plugues.

Desde então, todo equipamento elétrico para ser comercializado no Brasil deve possuir uma tomada com 3 pinos.

Continue a leitura e entenda a finalidade dessa mudança, a sua importância e as vantagens oferecidas pelo novo padrão.

O que é uma tomada elétrica

Uma tomada elétrica é o ponto de conexão que fornece eletricidade a um plugue conectado a ela.

Objetivo da mudança

De acordo com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), o padrão foi criado para dar mais segurança ao consumidor, uma vez que, até então, existiam no país mais de 10 (dez) tipos de tomadas e plugues.

Sendo assim, desde 2011, todos os modelos antigos estão sendo substituídos, gradativamente, por um novo padrão de tomadas estabelecidos pela NBR 14.136 (Plugues e tomadas para uso doméstico).

Características do novo padrão

Esse novo padrão possui mais um pino que servirá especificamente para o aterramento dos equipamentos garantindo mais segurança para seus usuários.

Tendo em vista a grande variedade de tomadas e plugues circulando no mercado, a necessidade do consumidor possuir adaptadores era fundamental para garantir o funcionamento correto dos equipamentos.

Esse procedimento poderia causar inúmeros acidentes, tendo em vista o acúmulo de diversos aparelhos com potencias diferentes em apenas uma tomada.

Finalidade e importância do terceiro pino

O terceiro pino da tomada ficara ligado ao fio terra do aparelho, que tem como finalidade dissipar alguma variação ou sobrecarga na rede elétrica.

Essa sobrecarga, caso afete diretamente seus equipamentos eletroeletrônicos, poderá danificá-los ou provocar choques elétricos ao entrar em contato com o aparelho. 

Em prédios, por exemplo, há instalação de para-raios.

Sendo assim, caso ocorra a queda de um raio, esta sobrecarga elétrica precisará evacuar por algum caminho.

Nessa situação, caso não haja a instalação de aterramento no prédio, a sobrecarga irá percorrer a fiação elétrica danificando todos ou grande parte dos equipamentos ligados à energia no momento da descarga.

O que é aterramento

Aterramento é um sistema feito com barra de cobre, enterrada na terra, cuja finalidade é conduzir o excesso de energia diretamente ao solo, evitando a danificação dos aparelhos conectados à energia e o risco de choques elétricos ocasionados pela fuga de energia.

Um aterramento, para garantir sua eficiência, precisa passar por cuidados e inspeções periódicas por um profissional habilitado.

Vantagens do terceiro pino

Dentre as vantagens do terceiro pino, pode se destacar três que são muito importantes: 

Segurança – que evita a possibilidade de choques elétricos.

Durabilidade dos equipamentos – tendo em vista a finalidade do terceiro pino, que é eliminar o excesso de corrente elétrica, diminuindo a chance de seu equipamento “queimar”.

Garantia – oferecida pelo fabricante do produto, pois caso ocorra algum problema que necessite assistência técnica, a mesma pode não ser coberta pela garantia do produto caso você tenha danificado o mesmo, inclusive o terceiro pino.

Tipos de plugues  

No Brasil, podemos encontrar até dois tipos de plugues para uso doméstico.

Também é importante destacar que, embora haja a obrigatoriedade do terceiro pino, ainda há no mercado o modelo de plugue com dois pinos, como dos carregadores de celulares, por exemplo.

Entretanto, em equipamentos que necessitam de aterramento, como computadores e geladeiras, o terceiro pino é obrigatório.

Como mencionado, o consumidor poderá encontrar no mercado até dois diâmetros de pinos:

Um deles com 4 mm, ideal para aparelhos com corrente de até 10 Amperes e outro um pouco maior, com 4,8 mm, indicado para aparelhos que trabalham com correntes de até 20 Amperes.

A criação desses dois padrões tem como objetivo garantir maior segurança aos consumidores, uma vez que evita a ligação de aparelhos com maior potência em um local não projetado para essa finalidade.

Formato das tomadas

Terceiro pino da tomada

O novo modelo de tomada possui formato sextavado e afundado, ou seja, o encaixe é para dentro e objetiva evitar o contato acidental do usuário com a corrente elétrica.

Consome mais energia?

O terceiro pino tem como finalidade o aterramento de proteção.

Dessa forma, não influencia no consumo de energia.

O terceiro pino pode ser quebrado?

A recomendação é que isso não seja feito, mas infelizmente é comum que muitas pessoas quebrem o plugue da tomada de alguns equipamentos para que eles funcionem em diferentes tipos de tomadas.

Isso ocorre, principalmente, porque as casas e instalações antigas não possuem suporte para essa norma, fazendo com que o pino perca a sua finalidade.

A quebra danifica os aparelhos?

Considerando-se que o pino só cumpre sua finalidade se houver aterramento na edificação, a quebra do pino, por si só, não danifica os equipamentos.

Contudo, vale lembrar que a quebra do pino pode ocasionar a perda de garantia do equipamento.

Adaptadores

Tendo em vista que as edificações antigas não possuem suporte para o novo padrão o uso de adaptadores se tornou comum.

Porém, alguns cuidados devem ser observados, como a limitação de equipamentos ligados ao mesmo tempo, pois o excesso de aparelhos em apenas uma tomada pode sobrecarregar a fiação podendo provocar, inclusive, incêndios.

No entanto, não esqueça que os adaptadores também precisam estar testados e aprovados pelo INMETRO.

A solução mais indicada é contratar um eletricista para efetuar a troca da tomada antiga.

Conclusão

Para realmente garantir a segurança será necessário a certeza de que a residência é estruturada com um sistema de aterramento instalado.

Portanto, de nada adianta o terceiro pino se a instalação elétrica da residência não for equipada com aterramento correto. 

Mesmo sendo caro, procure adaptar a sua casa para o novo padrão brasileiro, pois com certeza será mais seguro para a sua família e os equipamentos também.

Ficou com dúvida, deixe nos comentários.

Se acredita que essas informações podem ser úteis a outras pessoas, compartilhe.

Obrigado!


Olho no Risco

Nei dos Santos é criador e editor do "Olho no Risco".

Ver todos os artigos de Olho no Risco →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Como dominar a depressão - VEJA

¤