10/12/2019

O que é um AVC, como reconhecer e o que fazer?


Você sabe o que é um AVC, como reconhecer e o que fazer se preciso for? 

O Acidente Vascular Cerebral (AVC), também conhecido como derrame cerebral, ocorre quando há rompimento ou entupimento das veias capilares no cérebro, podendo causar paralisia (temporária ou permanente) no local afetado por falta de circulação sanguínea.

Tipos de AVC

O Acidente Vascular Cerebral é divido em dois tipos, que podem ocorrer por diferentes motivos:

  • AVC hemorrágico.
  • AVC isquêmico.

AVC Hemorrágico

O AVC hemorrágico é provocado pela ruptura de um vaso sanguíneo, provocando hemorragia interna no cérebro causando, principalmente, fortes dores de cabeça.

AVC Isquêmico

O AVC isquêmico é provocado pela obstrução de uma artéria ou vaso sanguíneo, impedindo a passagem de sangue.

Sintomas do AVC

Conheça alguns dos principais sintomas apresentados pelo corpo que podem ajudar a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

  1. Perda repentina de força muscular;
  2. Sensação de dormência, fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna;
  3. Dor de cabeça intensa e repentina;
  4. Perda da sensibilidade de uma parte do corpo, não identificando frio ou calor, por exemplo;
  5. Dificuldade em permanecer de pé ou ficar sentado, pois o corpo cai para um dos lados;
  6. Não conseguir andar ou arrastar uma das pernas;
  7. Perda parcial de visão ou visão embaçada;
  8. Rosto assimétrico, com a boca torta e a sobrancelha caída;
  9. Dificuldade para levantar o braço ou segurar objetos, pois o braço fica caído;
  10. Movimentos involuntários e descontrolados, como tremores;
  11. Sonolência ou perda de consciência;
  12. Náuseas e vômitos.
  13. Fala enrolada (dificuldade de comunicação);
  14. Tontura;
  15. Perda de memória e confusão mental, fincando incapaz de realizar ordens simples, como abrir os olhos e não saber o próprio nome ou a data de nascimento, por exemplo;

Além dos sintomas descritos acima, você pode aplicar algumas perguntas simples e observar as condições da vítima:

Rosto

Peça que a pessoa sorria e verifique se um dos lados do rosto está com aspecto “caído”.

Olhos

A pessoa ficará incapaz de fechar um dos olhos, pois perderá o comando de um dos lados do rosto.

Braços

Peça que a pessoa levante ambos os braços e verifique se haverá dificuldade na execução do movimento.

Fala

Peça que a pessoa pronuncie uma frase simples e verifique se ela fala com dificuldade.

Principais fatores de risco para um AVC

Diversos fatores de risco contribuem diretamente para um AVC, porém algumas razões não podem ser modificadas, como idade, sexo e raça.

Contudo, outros aspectos que dependem de cada pessoa também devem ser levados em consideração.

Independentemente do tipo de AVC, alguns fatores de risco são comuns entre ambos, como:

  1. Tabagismo;
  2. Alcoolismo;
  3. Excesso de peso;
  4. Hipertensão arterial (pressão alta);
  5. Estresse;
  6. Diabetes;
  7. Má alimentação;
  8. Colesterol elevado;
  9. Histórico familiar.

Relação do AVC com a idade

o que é um avc
Imagem: Pixabay

Mesmo sendo associado a idades avançadas, um AVC pode ocorrer em pessoas mais jovens.

Isso acontece porque os fatores de risco podem acometer pessoas de várias idades.

Como prevenir 

Veja algumas atitudes que você pode tomar para evitar a ocorrência de um AVC:

  • Controlar a alimentação;
  • Não fumar;
  • Reduzir o consumo de álcool;
  • Praticar exercícios;
  • Controlar a pressão arterial;
  • Beber água;
  • Controlar o peso.

Primeiros Socorros 

Diante dos sintomas de um AVC é fundamental que se busque um atendimento médico com urgência e evite o uso de automedicação.

Se for necessário remover a vítima muito cuidado deve ser tomado, pois nesse momento pode-se romper o fluxo sanguíneo causando a morte das células do cérebro e consequentemente a morte da vítima.

Durante a espera por atendimento médico algumas medidas podem ser tomadas, como:

1 – Verificar a respiração;

2 – Sentir as batidas do coração;

3 – Colocar a vítima deitada de lado com cuidado, pois não se deve levantar ou sentar o paciente;

4 – Se for necessário, inicie os procedimentos de massagem cardíaca.

Mesmo com o desaparecimento dos sintomas, uma ambulância deve ser chamada rapidamente, pois de acordo com especialistas na área da saúde as 3 primeiras horas da ocorrência do AVC são fundamentais para a vítima ter uma maior chance de recuperação completa.

Principais consequências do AVC

Após um AVC a vítima pode ficar com graves sequelas, como paralisia ou incapacidade de falar.

Em determinados casos o indivíduo pode permanecer com problemas por um determinado período ou, até mesmo, durante toda a sua vida.

Tratamento

Somente o médico será capaz de indicar o melhor tratamento e medicação para uma vítima de AVC.

Então, se gostou do que leu e acredita que pode ser útil para outras pessoas, compartilhe.

Você também pode assinar o boletim para receber atualizações por e-mail.


Fontes 
Tua saude.
Hospital Sírio-Libanês.
Blog da Saúde


Nei dos Santos

Olá, seja muito bem-vindo, eu me chamo Nei dos Santos, fiz o curso Técnico de Segurança do Trabalho e criei o "Olho no Risco" com objetivo de alcançar, compartilhar e conscientizar o maior número de leitores possível acerca de diversos assuntos, como alimentação, saúde, segurança e muito mais... Espero poder contar com o seu apoio... Obrigado!

Ver todos os artigos de Nei dos Santos →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Acabe com a ansiedade

¤