Lesão por Esforço Repetitivo (LER)

Ergonomia 0 Comments

Uma Lesão por Esforço Repetitivo é capaz de causar limitações ou mesmo a incapacidade de trabalhar e você pode estar exposto nesse exato momento.

  • LER – Lesão por Esforço Repetitivo; e
  • DORT – Doença Osteomuscular Relacionada ao Trabalho.


Como já foi mencionado anteriormente, a ergonomia busca adaptar as condições de trabalho ao trabalhador, e não deixa de estar relacionada com as “LER’s e DORT’s”. 

As lesões por esforço repetitivo (LER’s) são um dos problemas físicos mais comuns que pode causar limitações ou mesmo a incapacidade de trabalhar. Utilizar soluções ergonômicas no local de trabalho é uma iniciativa que pode aumentar os níveis de eficácia, eficiência e satisfação do trabalhador. 

As LER’s são inflamações nos músculos, tendões e nervos dos membros superiores que podem prejudicar o rendimento do trabalhador e até mesmo conduzi-lo à invalidez. 

Atenção:

Assim como outras doenças, elas são curáveis (quando diagnosticadas inicialmente) e podem ser evitadas, porém são capazes de deixar uma pessoa incapacitada temporária ou permanentemente para exercer suas atividades.

Tipos de Lesões mais comuns

Bursite

Inflamação da bolsa que encontra-se entre os ossos e os tendões das articulações do ombro.

Tenossinovite

Inflamação do tecido que recobre os tendões e suas bainhas, afetando o dorso das mãos – causa dor, sensação de peso, desconforto, dificuldade para escrever.

Tendinite 

Inflamação dos tendões próximos as articulações do ombro, causada por movimentos repetitivos e que exigem a força dos braços por tempo prolongado. 

Tensão do pescoço 

Sensação de cansaço muscular e dor no pescoço e nos ombros, capaz de causar dor de cabeça, tontura e fraqueza. 

Dedo em Gatilho 

Inflama os tendões musculares que fazem a flexão do dedo e impede que ele se estique, ficando dobrado quase em formato de gancho. 

Punho Caído 

A pessoa perde a força, pois a inflamação dos nervos impede-a de movimentar a mão, fica incapaz até mesmo de abrir a maçaneta da porta. 

Atividades relacionadas à lesão por esforço repetitivo 

Lesão por Esforço Repetitivo

Repetição excessiva de atividades. Quem trabalha digitando documentos frequentemente ou até mesmo em casa se você costuma usar muito o computador ou o celular para digitar;

Repetição excessiva de atividades. Quem trabalha digitando documentos frequentemente ou até mesmo em casa se você costuma usar muito o computador ou o celular para digitar.

Operadores de caixa.

Qualquer atividade que exija movimentos repetitivos com alta frequência. 

Sintomas da LER

Alguns dos principais sintomas iniciais relacionados com estas lesões são:

– Dores nas mãos e na coluna;

– Formigamento;

– Fraqueza no músculo, o qual fica submetido ao movimento repetitivo;

– Cansaço visual seguido de dor de cabeça;

– Stress;

As lesões podem ocasionar dores mesmo fora do local de trabalho, principalmente durante a noite, quando estamos mais relaxados.

A dor é forte, contínua e as vezes insuportável, quando se estende a todo o membro afetado.

Constantemente há perda de controle dos movimentos.

Relações da doença com o ambiente de trabalho 

Existem outros fatores que podem estar relacionados com as lesões:

– Leiaute inadequado; 

– Força excessiva;

– Postura incorreta;

– mobiliário inadequado;

– Tensão muscular;

– Conflitos interpessoais;

Recomendações 

– Prevenção ainda é a melhor saída, por isso é importante fazer uso de uma ferramenta que auxilia e muito contra essas situações, a Ginástica Laboral; 

– Procure fazer exercícios de alongamento e relaxamento muscular antes, durante e depois de atividades repetitivas; 

– Efetue pausas para relaxamento dos músculos e nervos – a cada 1 hora de trabalho, descanse por 10 minutos; 

– Pratique esporte ou atividade física; 

LER e DORT fora do trabalho 

As lesões podem ocasionar dores mesmo fora do local de trabalho, principalmente durante a noite, quando estamos mais relaxados. Os trabalhos domésticos são limitados e muitas vezes somos incapazes de executá-los o que ainda pode ocasionar angústia, ansiedade e até depressão. Algumas situações comuns que talvez já tenhamos passado ou visto alguém passar, e devem ser feitas com cuidado para não prejudicar o indivíduo futuramente:

– Limpeza do chão e das paredes;

– Lavar, esfregar, torcer e estender roupas no varal;

– Elevar o corpo de forma incorreta para colocar objetos em partes superiores de cômodos, etc. 

Outra situação comum 

Lesão por Esforço Repetitivo
Posição desconfortável

Todas, ou pelo menos quase todas as mulheres adoram salto alto. É muito bonito, porém é importante lembrar que pode ocasionar sérios danos à saúde.

Segundo estudos os sapatos colocam muita pressão no joelho, aumentando a possibilidade de ocorrer artrose, porém, seria uma afronta sugerir às mulheres o abandono do salto, mas é recomendável que se pratique alongamentos e procure trabalhar de sapato baixo, com aproximadamente 1 ou 2 cm de salto. 

Dica de segurança

Descanse os pés, procure sentar-se as vezes, tome cuidado com escadas sempre utilizando o auxílio do corrimão e apoiando todo o pé em cada degrau.

Se gostou das dicas compartilhe, deixe sua experiência e opinião sobre o assunto; 

Referências 
Fundação Oswaldo Cruz
Revista Brasileira de Medicina do Trabalho

Published by

Nei dos Santos

Nei dos Santos é criador e editor do "Olho no Risco".

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of